HOME
Valid CSS!
Valid XHTML 1.0 Strict



Arte com sementes


A expansão do artesanato com sementes florestais é notória, tornando-se, hoje, uma tendência, onde podemos encontrá-lo em grandes escalas, contribuindo para o incremento e valorização do mercado de produtos certificados, assim como para a necessidade de desenvolver tecnologias e processos para essa função.

As sementes, com suas diversas cores, formas e tamanhos, podem ser facilmente trabalhadas e podem se transformar em uma grande variedade de peças, o que não ocorre com as peças sintéticas.

Entretanto, por ser tratar de seres vivos, fonte de propagação e perpetuação das espécies, as sementes devem ser encaradas com um cuidado especial, dispensado a outros tipos de materiais disponíveis no mercado.

As sementes são fontes de alimentos para diversos animais, e a sua colheita deve ser feita de maneira que se preserve parte da produção para fauna. Deve-se sempre procurar saber as condições e o local de colheita das sementes, dando-se preferência às sementes com procedência conhecida provenientes de instituições certificadas, buscando-se evitar o incentivo a exploração predatória.


O comércio deste tipo de produto requer um cuidado especial no que se refere à sua fitossanidade. Por tratar-se de um material explorado comercialmente, suscetível ao ataque de fitopatógenos (fungos, bactérias e vírus) e insetos, e estando em um país com características climáticas propícias ao seu desenvolvimento, o processo produtivo deve incluir técnicas de esterilização, garantindo a isenção de microrganismos e outras pragas associadas, bem como a morte do embrião. É importante desenvolver técnicas de impermeabilização, a fim de evitar os efeitos da umidade de maneira mais eficiente.


Dentre as principais pragas e doenças que atacam as sementes, pode-se destacar fungos (Pe nicilium, Aspergillus e Cladosporium), bactérias e insetos. O tratamento das sementes com produtos naturais (óleos) aumentam a durabilidade do material por 5 anos. As sementes não tratadas, por sua vez, tem o tempo de vida reduzido para 3 a 6 meses.

Recomenda-se o uso de produtos naturais para tratamento das sementes. Materiais tóxicos, como diesel, querosene, brometo de etila, fungicidas, bactericidas, não são recomendados, uma vez que podem causar irritação na pele. A esterilização pode ser feita com éter, colocando a semente em um pote de vidro fechado, sem contato direto com o produto, por 1 hora. A impermeabilização pode ser feita com o uso de óleos não doces, como óleo de eucalipto, óleo de cravo, óleo de tea tree (Melaleuca alternifolia). Após este tratamento, as sementes devem ser guardadas em locais secos e arejados, não sendo recomendado molhá-las.


MODELOS


Os modelos são divididos de acordo com a mão-de-obra empregada e o material utilizado (nº sementes, espécies utilizadas e acessórios).

SIMPLES

Colar de 1 volta com tamã e tento carolina

COMPLEXOS

Colar de 2 voltas com flamboyant e com tamã e saboneteira



Tabela 1: Materiais e acessórios utilizados para confecção de biojóias. Preços levantados em lojas do Saara – Centro (RJ) em mai/06.


FERRAMENTAS

UNIDADE

PREÇO

Furadeira

1

50,00

Broca

1

4,00

alicate (bico / corte)

1

4,80

Tesoura ou estilete

1

6,00

Agulha

10 unidades

2,50

Serrinha sparret

1

3,00

Lixa de madeira 120

1

0,30

FIOS

Silicone

Rolo com 10 m

1,20

Linha setta settanyl encerada

Rolo com 400 m

4,34

Fio encerado

Metro

0,20

ARAME

Opaca

100 g

10,00

ACESSÓRIOS

Fecho

Caixa com 100

0,70

Ganchos para brinco

Caixa com 50 pares

4,80

Suporte para brinco

Saco com 50 unidades

1,10

Argolinha

10 g

0,85

ENFEITES

Canela pau

Saco

2,00

Miçangas jablonex

20 g

1,50

Cristais

Unidade

0,25

Bambus

Cento

1,50


                                                                                   ©2007 Todos os direitos reservados - RIOESBA         -Webdesign-